Segurança SAP e ataques cibernéticos não combinam

Vamos enfrentá-lo – se você estiver usando a SAP para tocar seu negócio, você simplesmente não pode se dar ao luxo de permitir que um ciberataque afete sua aplicação de negócio crítica. Até agora, a segurança para SAP não tem estado na vanguarda do enfrentamento da causa predominante de violações de dados – credenciais comprometidas.

compromised-credentials

Dentro de um ambiente típico SAP, as organizações podem ter os usuários comuns, usuários avançados / administradores de bancos de dados e usuários móveis, os quais acessam a rede a partir de diferentes interfaces de usuário. E, claro, você precisa de infraestrutura para alimentar as aplicações SAP e esta infraestrutura é vital para um ambiente de alto desempenho. Com grande frequência, estes dois mundos raramente se cruzam porque diferentes equipes têm responsabilidades distintas.

Quando se trata de proteger as identidades digitais de todos os trabalhadores, nós da Centrify não acreditamos que você deve se contentar com metade de uma solução. Uma vez que a superfície de ataque de um ambiente SAP pode ser bastante amplo, A Centrify traz uma visão abrangente para proteger tanto a infraestrutura de TI que suporta o SAP, bem como as várias aplicações SAP. De acordo com a pesquisa do Instituto Ponemon, a maioria dos entrevistados acreditam que os seus sistemas SAP foram recentemente comprometidos, provando que não podemos ficar parados enquanto os sistemas continuam a ser alvo de ataques.

Ao introduzir Centrify a um ambiente SAP, A Centrify irá ajudar as organizações a:

Garantir o acesso e proporcionar uma gestão privilégio em servidores SAP.
Fornecer single sign-on para os usuários
Eliminar senhas que trafegam em texto puro
Oferecer Autenticação Multi-Fator (MFA) para proporcionar maior segurança
Resolver muitos mais desafios do que podemos listar neste único blog

Em suma, a nossa abordagem para proteger a infraestrutura e os aplicativos permite que as organizações protejam o seu ambiente SAP agora mais do que nunca.